Em 2000, 
Miguel Modesto chegou a Campo de Ourique ,
para ocupar  o espaço do antigo cabeleireiro de bairro Vitorino´s já existente desde 1955 . Como não lhe queria chamar cabeleireiro, porque tem muitos mais serviços, e que considera limitativo optou pela palavra "Studio", e como o nº da porta era o 20, Miguel inspirou-se no famoso Studio 54 de New York e assim nasceu o espaço Studio 20.

As paredes do Studio 20 não têm fotografias de penteados nem de modelos, mas de quadros, com rostos e corpos que são da sua exclusiva autoria. "Acredito na imaginação, e a pintura e escultura tem a ver com o trabalho que desenvolvo, porque os cabelos são a moldura do rosto.  O cabelo revela muito sobre uma pessoa, é um informador e tem uma memória, comunica a idade, estado de saúde, ADN, estatuto social e traduz escolhas conscientes e inconscientes".

O visagismo é o diagnóstico com que Miguel Modesto pretende criar um estilo através da harmonia entre a cor da pele, dos olhos, do cabelo e até da personalidade.

A domesticação do cabelo é uma arte, porque o cabelo tem caprichos e vida própria. Ninguém vem ao cabeleireiro com o cabelo perfeito. As mulheres trazem consigo a interrogação de como o cabelo vai ficar".

Em vez de usar pratas, usa acetatos de seda para não danificar os cabelos, as tintas utilizadas NÃO têm amoníaco e os descolorantes, descoloram e coloram em simultâneo.

Miguel Modesto  investe muito em conhecimentos técnicos e nova tecnologia. Tais como a inovadora lipoaspiração não-círurgica, para recuperação de silhuetas tanto de homens como mulheres, em especial no pós gravidez, ajudando em todos os casos a melhorar a auto-estima de cada individuo, sendo a sua equipa reconhecida por estes exitos estéticos.

Com sensibilidade, gosto, paixão, e conhecimento por estas artes. Estas são apenas algumas das exigências que Miguel pede a toda a equipa dos STUDIOS 20.

 

 Siga nos atráves do Facebook.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Powered by WebExpress